Forças Armadas se rendem a guerrilheiro

FOLHA ON LINE | O ex-deputado federal José Genoino (PT-SP), que nos anos 70 participou da Guerrilha do Araguaia e foi preso pelo Exército em 1972 por sua atuação na resistência armada à ditadura, foi condecorado hoje pela manhã, no Rio, com a Medalha da Vitória.

A distinção é dada pelo Ministério da Defesa para civis e militares que tenham contribuído para a difusão dos feitos da Força Expedicionária Brasileira na 2ª Guerra Mundial ou que prestem serviços relevantes ao Ministério da Defesa.

Genoino, réu no processo do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), é hoje assessor do ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Segundo Jobim, é a primeira vez que um ex-combatente da Guerrilha do Araguaia recebe a homenagem. O ministro afirmou que não houve resistência de militares ao nome de Genoino.

Na cerimônia, em entrevista a jornalistas, tanto Genoino quanto Jobim defenderam a criação da Comissão da Verdade, projeto de lei que propõe investigar violações aos direitos humanos na ditadura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s