STF rende-se ao politicamente correto

A decisão do Supermo Tribunal Federal, nesta semana, que iguala juridicamente a união entre homossexuais à união tradicional entre homem e mulher, deveria causar polêmica e protestos por todo o Brasil. Muitos podem dizer que a apatia se deve a uma evolução de costumes e uma maior tolerância comportamental. E é isso que está sendo dito por todo o país.

O fato é que nas últimas décadas temos visto um movimento de coerção moral chamado “politicamente correto”. Trata-se de intimidar toda e qualquer reação conservadora mediante um argumento evolucionista e até positivista que pressupõe um conhecimento da sequência dos fatos e do que é melhor para a sociedade. O politicamente correto nada mais é do que uma ideologia que prega uma série de valores seletivos usando um pressuposto de evolução que não condiz com as ideias morais tradicionalmente aceitas. Por trás dessa ideologia, como em todas elas, há um vislumbre de um mundo futuro já pronto e definido aguardando somente as ações humanas para tornar-se finalmente real. Neste novo mundo não há lugar para velhas tradições. É pautado pela modificação e inversão pura e simples. As tradições, desse modo, vão sendo modificadas conforme a vontade destes coercivos intimidadores que se espalham pela mídia do entretenimento e pelos telejornais.

Só desta forma é possível que uma decisão destas seja aceita sem nenhuma resistência, por um povo já cansado e apático devido o assédio diário e cotidiano da agenda politicamente correta.

A decisão do STF prova que o Estado de Direito não vingou no Brasil, já que tal decisão vai contra a própria constituição. Não só não vingou como não representa ninguém a não ser o próprio governo e sua agenda progressista. Essa decisão caberia ao congresso, composto por representantes do povo e não por uma corte de nomeados pelo Partido. Esta é sem dúvida uma situação que demonstra claramente o viés totalitário do governo e de uma parte substancial de intelectuais defensores deste modelo de ditadura moral.

Anúncios

Uma opinião sobre “STF rende-se ao politicamente correto”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s